19 de nov de 2012

Amor Proibido #4

Awwnt que fofo "-"

Oi Oi Oi!
Aqui vem mais um capítulo de Amor Proibido! Ninguém comentou nada sobre ela, então não sei se gostaram ou não, então vou continuar escrevendo! Uma amiga me disse que gostou da Novela e que eu devia escrever um livro! *U*
Thaaanks Caath Meu amooore!
Cliquem em leia Mais

1° Capítulo Aqui
2° Capítulo Aqui
3° Capítulo Aqui
Um minuto se passou em silêncio então Amélia resolveu falar
- Bem... Então vamos? Tem um restaurante aqui na esquina que é muito bom!
-Você quem sabe.
Caminharam até o restaurante e Diego abriu a porta para ela. Amélia se surpreendeu com esse gesto, achava que o garoto estranho era como parecia ser, frio, grosso, mal-humorado, mas com o passar do jantar, foi percebendo o quando era educado, gentil e muito lindo.
- Então... Todos acham que você guarda um segredo obscuro, por ser tão... sozinho. É verdade? Guarda um segredo obscuro?
- É uma entrevista?
- Huum, talvez. Se fosse iria responder?
-Talvez...
O tempo passava e ninguém falou. Diego quebrou o silêncio.
- Sim!
-Sim, o quê?
- Guardo um segredo, mas nem todos que o sabem, consideram-no obscuro como disse.
- E eu posso saber qual é esse segredo tão secreto?
- Talvez, se provar digna se saber.
- E como poderei provar ser digna para você?
-Respondendo algumas perguntas, talvez... Para começar, sentiria medo se conhecesse alguém, meio fora do comum?
- Não sei, talvez
- Se esse alguém, meio fora do comum, sentisse algo por você, acharia estranho?
- Não, e esse alguém fora do comum é você? Sente algo por mim?
-Talvez-responder Diego- E você? Sente algo por mim?
-Talvez
E foi assim que o encontro acabou, com um simples talvez. Ao voltar para casa, Amélia deitou-se em sua cama e começou a pensar no tal jantar. 
Na manhã seguinte, como todas os dias de aula, Amélia passou na casa de sua melhor amiga. Animada, Mary atendeu a porta, já pronta para sair, fechou a porta atrás de si, e sem mais nem menos perguntou:
- E aí?! Como foi o jantar com o menino misterioso??? Faaala!
- Bem, ele foi super gentil, conversamos e ele me disse que tem sim um segredo obscuro, mas a conversa rolou e ele não disse qual era.
- Então, vamos almoçar com ele novamente hoje!
No almoço, Diego estava sentado em sua habitual mesa vazia de sempre.  
- Oi!- Cumprimentou Amélia
- Achou que só por um jantar, seria minha companheira de mesa, é?
- Bem, diga-me você. Quer minha companhia hoje? Ou prefere ficar sozinho?
Ele nada disse.
- Bem, tem um ditado que diz que quem cala consente- Falou Amélia sentando-se
- E ai? Ontem não me disse o tal segredo que pode ou não ser obscuro.Provei ser digna ou não foi o suficiente?
- Provou sim, mas não será aqui que o contarei. Após as aulas, na floresta.
- Ok!

Na floresta, Amélia estava esperando, encostada em uma árvore, quando Diego apareceu. Ela logo reparou, que ele não estava usando seu look
habitual. Usava somente sua calça jeans preta, nenhuma blusa. Ele era muito lindo.
- Olá Amélia. Prometi a você contar o meu segredo, estou quebrando muitas regras, mas por você eu faço tudo... Eu sou um lobisomem.
- Não acredito
- Então provarei!
Em uma transformação rápida, Diego foi ganhando pelos, suas unhas, garras, seu nariz, um focinho, e seus membros, viraram patas.
Amélia estava diante de um lobo laranja-avermelhado.
- V-você é um lo-lobisomem!
Sim
Uma resposta soou em sua cabeça.
Então, é um segredo obscuro?
- E-eu acho que não- falou mais corajosamente

The End!
 Fim do 4° capítulo!
 Achei esse mais emocionante e vocês?
Comentem! Kiss Gabi


2 comentários: